11 motivos para não continuar um relacionamento

 

          Relacionamento é algo que precisa ser pensado muito bem, pois você tem que ter uma relação com a pessoa que provavelmente você vai dividir sua cama, sua vida. E a partir do momento em que o relacionamento começa a ser monótono, quanto você não sente mais atração e entre outras coisas em que você quer ficar mais perto do que longe da pessoa é melhor você repensar se realmente gosta dessa pessoa, e pra melhor falar sobre isso eu resolvi separar 11 dos 15 motivos para não continuar um relacionamento que eu vi no TERRA que foi dito por Triana e Renata Yamaski.

 

1 – Traição

Quando acontece uma relação extraconjugal, significa que as coisas não vão bem e que o relacionamento precisa de cuidados. Resgatar a confiança e se recuperar da mágoa pós-traição é um desafio e tanto. “Homens costumam ter mais dificuldade para perdoar, pois fere o orgulho masculino, remete a questões de gênero, em que o machismo ainda é arraigado. Mesmo que ele queira perdoar, as pessoas o olham como ‘trouxa’ se o fizer e essa opinião das pessoas tende a ter peso. Se não é possível esquecer ou aceitar a situação, tendendo a ser “jogada na cara” sempre que houver uma discussão, o relacionamento está fadado ao fracasso.

 

 

2- Estar com a pessoa por falta de opção

Tem medo de ficar sozinho, acha que não vai conseguir outra pessoa, 
tem receio do que os outros vão pensar se decidir se separar, está com a pessoa por puro comodismo? É muito difícil esse tipo de relacionamento durar sem atrito e infelicidade. Já ouviu aquele ditado: “Antes só do que mal acompanhado”? É a mais pura verdade.

 

 

 

 

 

 

 

 

3 – Falta de desejo

Se sempre encontra desculpas para não fazer amor, é melhor analisar a situação.. A baixa na libido pode acontecer devido a muitos fatores, como problemas financeiros, ofensas recorrentes, nascimento dos filhos, traição, estresse, brigas constantes, determinados medicamentos. Se as causas são relacionadas ao parceiro e o problema persiste por muito tempo, sem perspectiva de melhoras, pode ser um indício do fim. O carinho, trocas, admiração vão ficando escassos, abrindo portas para uma possível traição. A falta de desejo pelo parceiro não impede que se sinta desejo por outras pessoas, que é o que geralmente acontece quando o casal está com problemas dessa ordem.

 

 

4 – Brigas constantes

Como se resolve uma briga? Com uma conversa franca, honesta, sem rodeios ou agressões, em que ambos expressam claramente seus anseios, vontades, dissabores. A maioria dos casais não tem essa maturidade. Os recorrentes desentendimentos vão acumulando raiva, mágoa, disputa de poder e chega uma hora em que fica difícil reverter esse quadro.

 

 

 

 

5 – Falta de diálogo

        A comunicação eficiente é a chave para o sucesso do relacionamento. Dormir brigado, acordar e seguir a vida fingindo que nada aconteceu é praticamente um veneno que vai matando a relação dia após dia. Se vocês não conversam, não têm vontade e nem assunto para falar com o outro ou ainda, quando tentam, só dá desentendimento, é alerta para relacionamento em crise.

 

 

6 – Necessidade cada vez maior de ficar longe do parceiro

O parceiro liga para avisar que vai demorar para chegar do trabalho e você dá pulos de alegria por ter mais tempo em paz? O outro avisa que vai passar a tarde do domingo na casa da mãe e você respira aliviado porque vai poder fazer o que quiser? O intuito do relacionamento é compartilhar e estar junto. Mas, se cada vez mais tem vontade de ficar longe do outro, só deixa ainda mais claro que a relação está vazia e/ou pesada.

 

 

 

 

 

 

 

7 – Falta de admiração

        Expor o relacionamento ou o parceiro publicamente é uma forma de chamar a atenção. Isso pode ser inconsciente, como um pedido de intercessão de terceiros para resolver os dilemas. Pode ser consciente, como forma de denegrir o outro, de se autovalorizar. Tratar o outro com indiferença também faz com que ele passe a ser grosseiro, desrespeitoso e insatisfeito. Seja qual for a situação, a falta de respeito mostra claramente que a relação está doente e já não existe a tão importante admiração um pelo outro.

 

 

 

 

 

 

8 – Vidas separadas

        Outro motivo para dar fim ao relacionamento é quando não há vida conjunta. Não há objetivos comuns, as viagens de férias são em datas diferentes, os horários não se encaixam. Atualmente, preservar a individualidade tornou-se uma coisa tão intensa que impede as pessoas de se doarem num relacionamento. É muito raro esse tipo de relacionamento dar certo. As pessoas têm medo de perder a liberdade, seu espaço, seus bens materiais, mas acabam perdendo o amor.

 

 

 

 

 

 

9 – Objetivos de vida diferentes

        Algumas coisas são possíveis de se negociar, mas outras não. Por isso, analise se o que vai ceder e deixar de concretizar pode trazer infelicidade no futuro. Por exemplo, um querer filhos e o outro nem pensar na hipótese.

10 – Segredos

        O casal que cria o hábito de fazer coisas escondidas um do outro, mesmo que com a desculpa de ser para evitar brigas, pode ter certeza de que essa “boa intenção” não trará bons resultados. Geralmente, as omissões e mentiras são em relação ao uso do dinheiro, vícios, ciúme e amigos ou parentes que um não gosta e o outro mantém contato. Sabemos que mentira tem perna curta e que, uma vez abalada, a confiança dificilmente se restaura. Aí vem aquela coisa de que um perdoa, mas na primeira oportunidade põe o acontecido em pauta, acusa, briga, e o acúmulo de mágoas arruína o relacionamento.

 

 

11 – Querer mudar o outro

        Você não pode mudar a essência de uma pessoa, não pode transformar seu parceiro naquilo que quer, até porque perderia as características que lhe fizeram se apaixonar por ele um dia. Ninguém muda ninguém. A pessoa pode mudar se for por vontade própria e, mesmo assim, é algo difícil. Padrões são enraizados, modelos aprendidos não se alteram tão facilmente. Mudar comportamento requer processo longo e muito empenho. Os casais tendem a assimilar muita coisa um do outro, a compartilhar gostos e estreitar afinidades com o convívio, mas alguns valores, manias e comportamentos aprendidos se mantêm. Se vocês já tentaram de tudo e não se afinam e não se aceitam, é melhor repensar a relação.

Allison Diogo

Futuro Administrador e produtor de conteúdo para o Youtube e afins.

%d blogueiros gostam disto: