3 sinais de que seu filho pode não estar bem

É importante prestar o máximo de atenção em seu filho, para poder identificar algum eventual comportamento inadequado

A Transição Entre a Infância e a Fase Adulta

Conforme a criança cresce, ela deixa a infantilidade de lado e começa a assimilar o mundo de uma maneira diferente, como uma adolescente. Agora já com mais responsabilidades, é preciso tomar atitudes e ações sozinho, sem ter uma influência tão direta dos pais para isso.

Esse momento também é marcado por aquilo que a maioria dos jovens passa: acreditar que já sabem de tudo sobre a vida e que não precisam mais da ajuda e dos conselhos dos pais. Afinal, eles já são grandes e podem tomar as decisões por conta própria.

Junto com esse momento, também chegam várias descobertas. O jovem vê à sua frente um mundo inteiro para ser explorado, mundo esse que é bem maior do que o caminho de casa para a escola e para o parque.

 

Indícios de Que um Adolescente Pode Não Estar Bem

A maioria dos jovens quer procurar a sua turma, aquelas pessoas que possuem os mesmos interesses do que eles. 

Alguns indícios não são perigosos: pode ser que o jovem se interesse muito pela prática de algum esporte e queira treinar bastante para se tornar melhor. Isso é ótimo, já que ele desenvolverá seu corpo e sua mente também.

Porém, outras evidências devem ser consideradas com mais atenção e cautela:

  • Mudanças bruscas de comportamento;
  • Alterações radicais na aparência;
  • Emagrecimento ou engorda repentina;
  • Falta de contato com todas as outras pessoas que não fazem parte de seu novo mundo.

Por trás dessas mudanças, pode haver interesses perigosos e duvidosos. Pode ser que sejam bons interesses, mas a chance de que seja algo perigoso é grande.

 

A Importância do Diálogo

Por maior que seja a importância do diálogo, nem sempre os pais ou responsáveis serão capazes de extrair facilmente essas informações de seus filhos.

Por isso, é melhor prevenir do que remediar. Não é necessário esperar a chegada de um momento assim para tentar tomar as providências. Os pais ou responsáveis devem tentar estar sempre próximos de seus filhos, não apenas fisicamente, mas sim como amigos.

Conhecer as amizades do filho e quais são seus hábitos e costumes também é essencial. Assim, será mais fácil e rápido notar alguma mudança suspeita.

Sempre que houver qualquer desconfiança em relação ao comportamento de um adolescente e os pais não conseguirem saber o que se passa, uma das opções disponíveis é procurar pelo serviço de investigação de adolescente, realizado por um detetive particular. Assim, a dúvida será sanada com total discrição, mediante a apresentação de provas caso se confirme a desconfiança.

%d blogueiros gostam disto: