Brasileiros descobrem inibidor da dor inflamatória

Instituto Butantan, em São Paulo, divulga estudo que identificou a molécula ALDH2, capaz de diretamente na diminuição da dor.

               Butantan

      Em parceria com a Universidade de Stanford (EUA), cientistas brasileiros detectaram a molécula ativadora da enzima chamada ALDH2 (aldeído desidrosenage 2) ao realizar testes com camundongos. O ponto de partida foi uma observação de que cerca de 40% da população do leste asiático possui uma deficiência na atividade dessa enzima e, portanto, uma tolerância menor à dor. Segundo Vanessa Zambelli, do Laboratório de Dor e Sinalização do Instituto Butantan, “o estudo mostra que, aumentando a atividade da ALDH2, é possível promover analgesia no paciente”.

Allison Diogo

Futuro Administrador e produtor de conteúdo para o Youtube e afins.

%d blogueiros gostam disto: