Crítica: LEGO Batman

Olá! Hoje vou falar do novo filme de superheróis da lego. LEGO Batman tem 1h45min e estréia dia 09/02.

Nesse spin-off de Uma Aventura Lego, Batman acidentalmente adota um garoto órfão em uma festa e ele acaba virando o Robin. Batman, que está em uma crise existencial pela falta de pessoas próximas, precisa agora lidar não só com o garoto como com uma série de vilões novos trazidos por Coringa. É basicamente isso.

O filme é muito divertido, independente da idade. As crianças terão uma história leve e divertida e os adultos poderão pegar as diversas referências presentes. Se você já é fã de Batman, prepare-se para uma versão alternativa, no bom jeito LEGO de interpretar nossos personagens preferidos. Depois do destaque que o pergonagem acabou levando em Uma Aventura Lego, não teve outro jeito.

Esse Batman é engraçado, mimado e canta rap. SIM. Nem preciso falar nada né. Mesmo assim, quando é necessário, o cavaleiro das trevas ainda pode ser conhecido. Sempre com muito bom humor, o filme distorce coisas corriqueiras dos filmes de superherói como as poses dramáticas e os textos falados em voz alta.

Pra quem vai esperando os efeitos e recursos de Uma Aventura Lego (tipo trocas de pecinha ao invés de trocas de roupa) é levemente decepcionante. Em algumas partes eles deixaram sim esses recursos, mas não é o tempo todo como no outro filme.

Posso dar um destaque bem legal para a presença de coisas realistas (cenas de séries, cartazes de filmes, etc) que aparecem ao longo do filme e deixam tudo mais engraçado.

O filme está recomendadíssimo. Para mais informações:

 

Nanna Mastrogiovanni

Youtuber, blogueira e amante de livros.

%d blogueiros gostam disto: