Crítica: Logan. Infelizmente tudo tem um fim

Encare essa crítica como uma espécie de adeus, até logo ou obrigado. Hoje estreia mais um filme do Wolverine com Hugh Jackman que há 17 anos vem interpretando esse personagem ícone dos quadrinhos. A Fox já deitou e rolou na história dele, com coisas que até Deadpool se assustaria fazendo ficar mudo, mas depois de tantos erros e erros, de um tempo pra cá ela vinha acertando. São tantas linhas do tempo, que único que sobrevivia mesmo a tudo isso era ele, talvez tenha sido ele que nos levava ao cinema, pois era o rosto que nos era familiar em meio aquela bagunça. Mas acabou, Its over, resumindo esquece.

Mas apesar de todos os erros a Fox resolveu dar um fim digno a ele, entregando um filme que até um extraterrestre do mundo dos heróis se agradaria e emocionaria ao ver. Logan já velho, fadigado em um futuro quase que pôs apocalíptico, vive uma vida comum, quase igual a nossa, sobrevivendo um dia de cada vez, ralando de Uber (sério!). Tudo isso pra manter dois amigos vivendo literalmente na labuta, um deles inclusive é o professor Xavier, doente, vivendo a base de remédios para controlar crises intensas de convulsões. Imagina o cérebro mais poderoso do mundo, passando por convulsões? É quase um risco de uma bomba nuclear a cada crise. Os X-Mens já nem existem mais, os mutantes são como uma escória naquele tempo. Já não nasce um há anos.

Logan doente, frágil e debilitado, evita ao máximo se expor e vive a sombra de um herói que já foi, vendo suas historias serem contadas nos quadrinhos de maneira lendária. Mas todos sabemos que Logan até pode evitar problemas, mas os problemas de alguma forma acabam chegando a ele. E em uma dessas ocasiões é procurado por uma mulher que diz ter uma filha mutante que está sendo caçada por pessoas que querem dar fim à essa garotinha, no primeiro momento ele evita se envolver, mas acaba entrando na história por precisar do dinheiro para manter os custos do professor Xavier que passou a ser um fardo pra ele. Esse é o fio condutor de toda a trama do filme que abre inclusive novas possibilidades para uma renovação do personagem.

Logan, não é bem um filme de super herói e nem uma história qualquer, o filme também não é o fim do Wolverine mas é uma despedida incrível e um ciclo que se acaba. Obrigado Hugh Jackman!

Confira o trailer:

 

Sam Matos

Sou designer, CEO da Agência Aldeia Thisam, estudante de arquitetura na maior parte do dia e escritor quando dá!

%d blogueiros gostam disto: