Dicas para estimular a imaginação do seu filho

Crianças naturalmente têm uma criatividade e uma curiosidade de sobra:  incentive seu pequeno!

 

O que você quer ser hoje? Quando se tem uma criança em casa, essa pergunta pode ter uma infinidade de respostas: dá para ser um leão, um unicórnio, um médico, um gigante e até mesmo um mosquitinho. Além de incrementar as brincadeiras, a imaginação do seu filho pode ajudá-lo a se desenvolver das mais diferentes formas.

Para a criança, a imaginação é fundamental. É por meio dela que os pequenos conseguem ampliar seu vocabulário, encontrar respostas para determinados problemas e entender quais são as melhores maneiras de controlar as situações.

Um estudo conduzido pela Universidade Case Western Reserve, nos EUA, constatou que crianças imaginativas quando pequenas tendem a manter essa qualidade à medida que crescem e têm mais capacidade de solucionar problemas. Testadas novamente quando mais velhas, essas crianças tinham mais referências e fontes de onde tirar soluções na hora de enfrentar desafios e dificuldades.

 

Colocando em prática nos dias de hoje

Hoje em dia, a relação das crianças com a tecnologia é completamente diferente. Aparelhos como smartphones, tablets, computadores e smart TVs estão ao alcance de um botão. Apesar de poderem serem aliados no desenvolvimento dos pequenos, é importante lembrar de estimulá-los das maneiras “tradicionais”.

Para uma criança, é possível incentivar sua imaginação e criatividade em todos os momentos do dia. Isso pode ser feito ao brincar, conversar sobre seu dia, apresentar a novas pessoas ou ler uma história antes de dormir – e isso é feito há muitos e muitos anos, passando por várias gerações. Alguns exemplos são:

 

Leitura

Você se lembra de quando sua mãe lia uma história divertida para você antes de dormir? Resgatar esse hábito é muito importante para o desenvolvimento da criança – além de criar laços com os pequenos.

Ao ler uma história, a criança imagina diferentes cenários e desenvolve conexões em seu cérebro que são muito benéficas para o seu crescimento. É um momento de interação da criança com o papai ou com a mamãe – algo que não existe quando a diversão definida é assistir à televisão, por exemplo.

Quando assiste à televisão, a criança está recebendo um estímulo unilateral e totalmente formado, o que deixa pouco espaço para que o pequeno possa imaginar cenários ou situações diferentes. Embora não haja problema em a criança assistir a programas indicados para sua idade na TV, é essencial que essa não seja o único estímulo que ela recebe no dia a dia.

 

Brincadeiras

Outra maneira de incentivar a imaginação das crianças é um clássico da infância: brincar – e muito! Brincar é inerente à realidade das crianças, pois é nesse momento que os pequenos conseguem desenvolver autonomia para resolver os problemas dos cenários que eles criam.

Por isso, dê brinquedos lúdicos e fantasias para o seu pequeno. Ultimamente, os tradicionais brinquedos de madeira, como piões e trenzinhos, estão sendo redescobertos como brinquedos divertidos pelas crianças.

Não é por acaso que esse tipo de brinquedo tem sido aclamado atualmente. Por serem simples, as crianças têm mais liberdade para desenvolver sua imaginação da maneira que quiserem, assim como nós, nossos pais e avós fazíamos quando éramos crianças. Quando são muito avançados e ativos, os brinquedos podem deixar a imaginação da criança passiva.

 

Atividades manuais

Colocar a mão na massa, além de ser divertido, também incentiva a mente imaginativa dos pequenos. Antigamente, era mais comum crianças ajudarem seus pais ou avós com atividades como artesanato, marcenaria ou até mesmo na cozinha. Que tal resgatar essa tradição e apresentar algo novo para seu filho?

Ao realizar uma atividade manual, como criar uma peça de artesanato ou preparar algo na cozinha, a criança recebe diferentes estímulos, aprende a se concentrar e a dividir tarefas. Se você não tiver tempo para ensinar essas atividades para o seu pequeno, experimente matriculá-lo em alguma oficina em sua cidade.

 

Faz-de-conta

Incentive o faz-de-conta. Se lembra de quando você e seus amiguinhos brincavam que eram médicos ou animais em uma floresta? Essa brincadeira continua sendo muito importante no desenvolvimento verbal e social das crianças.

Ao brincar de faz-de-conta, os pequenos podem experimentar diversas sensações diferentes, como alegria ou tristeza, de acordo com os cenários que vão criando. Além disso, a criança cria autonomia para criar e controlar diferentes situações.

Quando for brincar de faz-de-conta com seu filho, é possível pensar em um cenário inicial, ou até mesmo incentivá-lo a conduzir a brincadeira. Estimule-o a contar as próprias histórias e não se preocupe se aquilo não fizer tanto sentido – deixe a imaginação do pequeno correr solta!

 

Passeios

Para estimular a imaginação do seu filho, leve-o para conhecer novos lugares. Pode ser um parque, uma praça, uma biblioteca pública, ou até mesmo um passeio em uma fazenda. Além de fortalecer o seu laço afetivo com a criança, ela terá muito a explorar e criar em sua cabeça.

 

Saia da rotina

Quando fazemos sempre as mesmas coisas, nosso cérebro tende a ficar mais preguiçoso e habituado às atividades propostas. Por isso, é sempre importante pensar em novas maneiras de incentivar as crianças a fugir da rotina.

Não se esqueça: não há momento e nem idade inicial para estimular a criatividade e a imaginação dos pequenos. Pode ser na banheira do bebê, na hora de dormir ou de ir para a escola: todas as horas são válidas quando se pode criar um novo universo, cheio de histórias para contar.

%d blogueiros gostam disto: