O que fazer quando aquela pessoa liga pra você

               

            Segunda-feira, 16:30. O dia estava monótono. Estava fazendo a mesma rotina que faço do meu trabalho, faltava-se apenas 30 minutos para o fim do expediente. Ao estar desligando o computador e me preparando para ir embora o telefone toca, quase que eu o não vejo tocar, pois ele estava no silencioso no modo vibrar. Eu tenho uma certa mania de que toda vez que anoto o número de um amigo ou alguém importante eu pergunto se posso tirar uma foto para quando ela ligar eu saber quem é, e o número que estava na tela do celular não tinha o nome de quem estava ligando, não tinha a foto de quem era, talvez seja alguém que esteja ligando por engano, é muito difícil alguém me ligar com número diferente, quando é assim é apenas a operadora do celular oferecendo produtos que eu nem quero. Quando coloco o telefone no ouvido e digo “alô”, a pessoa respondeu com um simples “Oi”.

 

 

          Apenas essa palavra fez com que naquele momento a Terra parasse de girar, o sentimento foi que todos pararam de se mexer, o vento que passava entre as árvores parou e os pássaros pararam de cantar, o silêncio era tanto que eu conseguia sentir o meu coração bater e ir acelerando, e a cada batida que ele dava eu sentia que ele encostava aos ossos do meu tórax e com a sensação de que vai sair de dentro de mim, sim, era Ela.

 

 

 

                     Depois de tanto tempo sem se falarmos e tanto tempo sem nos vermos eu já estava no processo de amnésia, esquecendo-a muito e lembrando pouco dela e depois esquecia o que eu tinha lembrado. Mas nesse momento foi como se alguém ligasse a tomada da lembrança e todos, eu digo, todos os momentos que passei com ela vieram à tona, a imagem do seu rosto voltou, sua voz voltou. O engraçado é que eu consigo conversar normal com qualquer pessoa e consigo falar qualquer assunto, mas nessa tarde de segunda-feira eu me senti um burro e uma pessoa que esqueceu de suas aulas de dicção. Respirei fundo, e fui controlando meu desespero e minha ansiedade. Ao conversarmos ela apenas perguntou como que eu estava, como estavam meus amigos e minha família e conversamos sobre um texto que eu teria escrito pra ela. Enfim, os poucos 5 minutos que conversamos parecia que tinha 3 horas de duração e eu estava sendo atacado pelas minhas emoções de uma forma brutal, mas dessa vez não me rendi e não deixei com que todas as facas entrassem em meu coração, eu não consegui segurar todas, algumas passaram despercebido mas eu segurei o suficiente pra não poder me render a dor da saudade. Antes de desligar eu ainda tive a burra ideia de perguntar se íamos conversar novamente e ela disse que não e então não houve despedida, apenas meus dedos foram na cor vermelha do símbolo do telefone e desliguei.

                O problema de tudo isso foi que eu fiquei com esse poucos minutos na minha cabeça, fiquei pensando no que poderia ter dito pra ela, no que poderia ter acontecido. Tinha-se semanas que eu não sonhava com ela e todos esses dias tive essa proeza de sonhar. O engraçado que foi sonho de momentos legais que passamos e que poderia ter acontecido, como presentes de aniversário, aniversário de namoro, Natal, Dia dos Namorados, essas datas comemorativas em que todos os namorados sentem prazer de fazer um agrado para a parceira (o).

                Apesar de eu querer muito de que essa pessoa me procurasse novamente para resolvermos a nossa vida, foi bom ela ter dito que não me ligaria mais, assim fará com que eu tire totais chances de achar que poderia termos mais uma chance, afinal como foi dito por ela, não há nada que possamos fazer, não estávamos dando certo mesmo que se tentasse, enfim, ela namora agora e se dedica totalmente ao seu trabalho, seus estudos e ao seu novo amor nos feriados e finais de semana.  

                Lidar com essas coisas não é fácil, sim, eu sei, mas entenda que isso é um teste para ver até aonde você aguenta, até onde seu coração suporta. Não sei o que devo pensar ou dizer agora, mas realmente, eu preciso de um drink, daqueles fortes.

Allison Diogo

Futuro Administrador e produtor de conteúdo para o Youtube e afins.

%d blogueiros gostam disto: