Os encontros e desencontros da vida

                Hoje senti uma vontade enorme de escrever sobre meu dia e trazer uma pouco de reflexão caro leitor. Talvez eu consiga fazer você entender ou talvez lhe faça se sentir um pouco sem entender mas vamos lá. Hoje eu tinha marcado um encontro com uma pessoa e ela desmarcou comigo faltando 30 minutos para o encontro, é bem interessante pois toda vez que eu marcava de sair com alguém e esse alguém desmarcava comigo eu não me importo tanto, eu já me importei e me sentia mal demais quando esses encontros e desencontros da vida acontecia, eu acredito que quando você marca um compromisso com alguém não interessa os acontecimentos, mas você vai fazer de tudo para que esse compromisso seja concluído, a não ser que alguma coisa muito importante como morte de alguém ou assalto que lhe faça talvez repensar sobre o cancelamento do compromisso que você havia marcado.

                O que mais me chamou atenção foi o fato de que como eu já estava de banho tomado, feito a barba e tudo mais, eu resolvi sair mesmo assim, e eu estava tão focando me arrumando e escolhendo uma roupa certa (acredite, é bem difícil eu acertar, mas hoje eu consegui), uma camisa preta, com uma calça jeans azul meio claro com escuro, um tênis de cor marrom com listras pretas nas bordas, eu me olhei no espelho e senti que consegui acertar, eu pego meu celular para ver as horas e tem mensagens e mais mensagens de pedidos de desculpas dessa pessoa, eu respondi que estava tudo bem e desejei para que ela conseguisse resolver o misterioso problema dela que ela não queria me contar, mas, se você for parar para pensar eu não tenho nada haver com os problemas dela, e se ela não quis contar provavelmente eu não teria a capacidade de poder ajudar ela, eu diria palavras clichês que as pessoas dizem, dizendo que tudo vai dar certo, que vai melhorar, que isso tudo vai passar, mas na verdade, não é isso que a pessoa quer ouvir, ela quer escutar uma solução e não um desejo para que isso tudo se resolva, mas enfim, voltando ao foco que eu sempre me perco quando tento explicar algo.

               
Então eu peguei meu carro e fui ao Mc Donald’s que se encontrava no shopping e pedi um Angus Bacon com acréscimo de bacon com refrigerante e batata, sentei-me em frente ao rapaz que estava tocando e cantando músicas MPB e estava comendo e apreciando esse meu belo momento sozinho, e pelo incrível que pareça, eu agradeci de ter tomado um bolo, nunca tive uma noite tão agradável, só que ai o celular tocou e era essa pessoa ligando perguntando se eu estava com raiva dela e se eu a podia perdoar por ter cancelado o compromisso, eu disse a ela que compreendia e que estava tudo bem, mas eu não entendia ela, eu sentia que ela queria que eu brigasse ou me estressasse pois ela estava falando que se sentia mal por isso e que se eu tivesse algo pra falar com ela que era pra falar, eu novamente repeti que estava tudo bem e que não estava escutando ela direito pois estava perto do palco aonde o rapaz estava tocando e que estava comendo um hambúrguer, ela ficou nervosa e desligou o telefone na minha cara, eu fiquei meio que sem entender, mas não me senti mal e nem nada.

               
E nesse dia eu fiquei pensando e pude concluir que cheguei ao nível de que não me importo mais quando as pessoas tentam me afetar diretamente e indiretamente, e estou vivendo para mim em algumas situações e me sinto feliz com isso e espero que eu consiga fazer com que eu leve isso para todas as adversidades da minha vida. Eu estou começando a entender que não existe problemas, somos nós que o criamos e os transformamos em uma bola de neve, e essa bola de neve vem em cima de nós e não conseguimos lidar com isso. Eu descobri que apenas eu sou responsável pela minha própria felicidade e jamais posso jogar essa responsabilidade em alguém pra me fazer feliz, eu tenho que ser esse alguém.

                Eu espero que você tenha gostado do que escrevi hoje, esteja livre para deixar suas opiniões nos comentários. Obrigado por ler até aqui.  

Allison Diogo

Futuro Administrador e produtor de conteúdo para o Youtube e afins.

%d blogueiros gostam disto: