Porque quando chove a cidade inunda

Rio canalizado em São Paulo
Tamanduatei no Centro de São Paulo

O período de chuvas vem aí e com ele muita água. Se você reparar bem os alagamentos são sempre nos mesmos lugares e na mesma época do ano, porém estão ficando maiores. Deixa eu te contar um segredo escondido em nossas cidades. Ela tem rios em baixo dela, por debaixo de ruas e principais avenidas das nossas cidades passam rios. Mas ora  como assim?

Quem veio primeiro o rio ou a rua? Essa charada é simples de resolver meus caros eu digo a vocês: o Rio. Nós construímos em cima dos rios e ocupamos o lugar dos rios. Para piorar a situação os rios mudam de lugar, de uma estação chuvosa para outra ele enche de água e preenche as margens. No entanto ninguém contou para o rio que agora em suas margens havia uma cidade. Para ele pouco importa se há floresta e grama ou concreto e asfalto, a água vai para lá desde sempre.

Sabemos também que a água desce, sempre desce até encontrar o rio, perceba então que as águas da chuva caem nas partes altas da cidade e descem até onde se encontra o rio, onde há uma cidade e avenidas cobrindo os rios.  Só que nas partes altas também há cidade construída, asfalto e concreto que não deixa a água  que cai infiltre no solo, fazendo que toda a água que desce das partes altas da cidades desçam para o rio.
Imagine alguém de cabelo  cacheados e um copo de água foi jogada na sua cabeça,  perceba que o cabelo protege o resto do  corpo, o cabelo cacheado fazem o papel das árvores  e vegetação. Agora imagine a mesma pessoa só que careca  e o mesmo copo foi jogado em sua cabeça, o resultado será uma pessoa ensopada.  Daí vem a importância de áreas verdes em nossas cidades.

Por tanto resolver os problemas de inundação é preciso de uma palavrinha conhecida como planejamento urbano e  dar de volta ao rio as suas margens. Acredite se quiser isso está sendo feito em alguns países com rios limpos  e com uso público para todos os moradores da cidade.

Rio tratado em Seul na Coréia do sul
Rio urbano com função de parque

 

A velha história de canalizar os rios para passar avenidas por cima deve ficar no passado.

Rogério Guimarães

Um cara comum, arquiteto urbanista, 24 anos, mineiro e apaixonado por arquitetura e urbanismo e gosto de compartilhar essa paixão meio louca com vocês.

%d blogueiros gostam disto: